terça-feira, 12 de novembro de 2013

O Lar

Sai de mim, estranha
revolta, reverte em dor.
Caminha, engasga.
Não sai!
Eu saio, saio comigo,
para não ficar.
Esquece, não te quero.
Já chega! Sou mar,
Sou terra, sou lar.
De mim mesma sou lar!

domingo, 10 de novembro de 2013

Devo precisar de mais um tempo pra me acostumar ao gosto do seu discurso.